Arquivo da Categoria: Notícias

Está aberto o período para propostas de sessões e comunicações para o CER 2019

O que são paisagens culturais? Enquanto traços identitários dos territórios ou como recurso para turismo em espaço rural, as paisagens culturais têm vindo a assumir crescente relevância em Portugal. Esta importância está expressa na necessidade de as preservar e valorizar, conduzindo à decisão sobre a primeira classificação de uma paisagem cultural como Monumento Nacional, a aldeia de Sistelo, em dezembro de 2017.

Ao passarem dois anos sobre esta data, a Sociedade Portuguesa de Estudos Rurais (www.sper.pt), a Rede de História Rural em Português (www.histruralpt.wordpress.com) e a Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (http://www.ipvc.pt/escola-agraria) organizam, o CER2019.

ESTÁ ABERTO O PERÍODO PARA PROPOSTAS DE SESSÕES E COMUNICAÇÕES PARA O CER 2019

Seminário: O rural e a floresta, um ano depois do fogo (O que foi feito e o que ainda falta fazer…)

Na sequência do VII Congresso de Estudos Rurais sobre “o rural depois do fogo” (www.weebly.com) e um ano depois dos grandes incêndios de 2017, a Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC) e a Sociedade Portuguesa de Estudos Rurais (SPER) organizam, a 17 de outubro de 2018 o Seminário: 

O rural e a floresta, um ano depois do fogo – O que foi feito e o que ainda falta fazer…

O Seminário conta com reputados especialistas de áreas diversas e com diferentes perspetivas, de forma a procederem a um balanço rigoroso e multifacetado sobre o que já foi feito e o muito que ainda falta fazer, relativamente ao rural e à floresta portuguesa.

Durante o seminário será lançado o livro: “o rural depois do fogo”, onde participaram mais de 40 autores, que analisa e discute as “causas principais dos incêndios rurais, os seus impactes sociais e económicos, formas de os mitigar e controlar, tendo em vista uma melhor gestão dos espaços rurais, mais sustentável e com maior coesão social e territorial”.

Oradores convidados:

António Dinis Ferreira – Coordenador do CERNAS, Escola Superior Agrária, Instituto Politécnico de Coimbra

António Sousa Macedo – CELPA – Associação da Indústria Papeleira

Joaquim Sande Silva  – CEABN; Escola Superior Agrária, Instituto Politécnico de Coimbra

Fernando de Oliveira Baptista – Instituto Superior de Agronomia, Universidade de Lisboa

João Paiva Ribeiro – Diretor Executivo, FLOPEN – Associação dos Produtores Florestais de Penela

José Reis – CES; Faculdade de Economia, Universidade de Coimbra

Pedro Bingre do Amaral – Escola Superior Agrária, Instituto Politécnico de Coimbra

Vítor Louro – Engº Silvicultor, Ex-quadro da Direcção-Geral das Florestas

Homenagem a Fernando Oliveira Baptista

A SPER associa-se à sessão de homenagem ao Professor Jubilado do Instituto Superior de Agronomia (ISA) Fernando Oliveira Baptista, sócio fundador da SPER e com a qual tem mantido uma assídua e profícua colaboração. A homenagem terá lugar no Salão Nobre do ISA, no dia 30 de Maio de 2018, pelas 16 horas, durante a qual será lançado o livro: “Racionalidades e Dinâmicas em Espaço Rural. Escritos em homenagem a Fernando Oliveira Baptista“. A SPER convida todos os seus sócios a estarem presentes no evento.

 

 

XII CIER – Congresso Ibero-americano de Estudos Rurais

Informamos que o prazo para envio de resumos para o XII CIER – Congresso Ibero-americano de Estudos Rurais, que se realiza em Segóvia, Espanha, de 4-6 de julho de 2018, e do qual a SPER é co-organizadora, foi prolongado até ao dia 28 de fevereiro de 2018. Mais se informa que, para o envio dos resumos, é necessário um registo prévio na página do Congresso (http://cier-2018.chil.org/), sendo que o prazo para inscrição a preços reduzidos termina a 31 de Maio de 2018.

VII Congresso de Estudos Rurais (1º Anúncio)

 

Escola Superior Agrária de Coimbra

23-24 de março de 2018

 Depois dos grandes incêndios que assolaram o país no verão de 2017, a Sociedade Portuguesa de Estudos Rurais (SPER), em colaboração com a Escola Superior Agrária de Coimbra (ESAC), dedica o seu VII Congresso ao tema “O rural depois do fogo”, previsto para os dias 23 e 24 de março de 2018.

Depois do “luto” sobre a catástrofe, entende-se que será o tempo apropriado para analisar e discutir as causas principais dos incêndios rurais, os seus impactes sociais e económicos, formas de os mitigar e controlar, tendo em vista uma melhor gestão dos espaços rurais, mais sustentável e com maior coesão social e territorial.

Para além de convidados de reputado mérito nacional, convidam-se ainda estudantes, técnicos, investigadores, gestores e decisores institucionais a apresentaram propostas de comunicações a serem discutidas no decorrer do congresso. Os resumos das comunicações são enviados online na página do Congresso, em viicer.weebly.com

Grandes temas:

  1. Ordenamento do território e prevenção de fogos rurais
  2. Os impactes do fogo sobre os recursos naturais
  3. Fogos rurais: impactes sociais e económicos
  4. A gestão do espaço rural: políticas públicas e serviços ambientais
  5. Os fogos rurais e incêndios florestais sob diferentes olhares
  6. Por um rural pós-incêndios: utopias e desafios

Datas Importantes (datas limite):

15 janeiro – apresentação de resumos (data alterada para 15 de fevereiro)

30 janeiro – Comunicação de aceitação dos resumos (alterado para 15 de fevereiro)

15 fevereiro – Inscrições a preços reduzidos

15 março – Apresentação de comunicação escrita

23-24 março – Realização do Congresso

Resultados esperados:

– Publicação online das Atas do Congresso (comunicações apresentadas)

– Possibilidade de publicação em livro, editado pela SPER, de comunicações selecionadas e revistas por pares.

Dias de Campo da SPER – Acontece in Loco com novas datas – 21 e 22 de outubro de 2017

Untitled

(Clique na imagem para  aumentar e visualizar o programa completo)

O Acontece in loco – Montanha do Alto Minho decorrerá nos dias 21 e 22 de outubro de 2017. O programa centra-se nas problemáticas e oportunidades que se colocam atualmente às aldeias de montanha do Alto Minho, proporcionando experiências in loco e tertúlias que se pretendem participadas e informais.
As aldeias de montanha do Alto Minho têm vindo a registar um acentuado despovoamento, mas são ainda aldeias vivas, habitadas, com a presença de comunidades e atividades tradicionais, com uma cultura e identidade próprias. À medida que estas aldeias vão perdendo população e envelhecendo, a sociedade envolvente está a valorizar cada vez mais o património natural e cultural que aqui existe. Perante as oportunidades que essas novas procuras sociais representam, será possível reverter o despovoamento e recuperar dinamismo económico à escala local? Que opções devem ser tomadas, ao nível local e regional, para que os sistemas locais tradicionais das aldeias de montanha se possam transformar em sistemas socio-ecológicos dinâmicos, com sustentabilidade económica, social e ambiental, e com comunidades conscientes do alto valor que os seus recursos representam para a sociedade?
Os Dias de Campo combinam, de forma inovadora, um conjunto de interações e experiências de imersão nas realidades locais do Mezio e de Sistelo, proporcionando o contacto direto com os espaços e com os empreendedores e atores locais, aliando ainda a componente do debate e reflexão em tertúlias animadas por protagonistas locais e por investigadores convidados. Esta iniciativa ambiciona ser um impulso positivo para a reinvenção destas comunidades, ao contribuir para um conhecimento mais profundo, mais vivo e mais próximo sobre os territórios e comunidades locais de montanha. Inspira-se na tradição dos dias de campo da Sociedade Portuguesa de Estudos Rurais.
Importante: A participação nas atividades e nas tertúlias dos Dias de Campo é livre e gratuita, mas sujeita a inscrição prévia. O custo das refeições fica a cargo dos participantes, mediante inscrição e pagamento.

Contactos para inscrições e informações: portadomezio@ardal.pt; 258 510 100 | 258 522 157

Mais informações aqui

Organização: Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESA-IPVC), Associação Regional de Desenvolvimento do Alto Lima (ARDAL) e Sociedade Portuguesa de Estudos Rurais (SPER)

A SPER tem novos corpos gerentes

Ocorreu no passado dia 8 de junho, nas instalações da Escola Superior Agrária de Coimbra, a eleição dos novos Corpos Sociais da SPER, para o biénio 2017/18. Apesar de pouco concorrida, a Assembleia Geral aprovou, por unanimidade, a lista única concorrente à Direção e demais órgãos constitutivos da SPER (ver elenco completo na secção Apresentação – Corpos Gerentes).

A nova Direção é composta por membros que seguem em continuidade da Direção anterior e por membros que assumem pela primeira vez cargos de gestão nesta instituição.

Presidida por Orlando Simões (ESA/IPC), tem como vice-presidente Luís Moreno (CEG/IGOT/UL) e como vogais Dulce Freire (ICS/UL), Isabel Dinis (ESA/IPC) e Joana Nogueira (ESA/IPVC).

Esta nova composição dos órgãos sociais propõe-se dar continuidade e desenvolver as atividades levadas a cabo por esta Sociedade, em prol dos interesses dos seus associados e dos Estudos Rurais em geral, quer em Portugal, quer nos países com os quais esta Sociedade mantém laços de estreita colaboração.